quarta-feira, 5 de outubro de 2011


“Desculpa por ser a sua garota, ou talvez eu não devesse me desculpar por isso. Mas é que eu preciso muito de você. Aliás, de você e desse orgulho bobo que me faz pensar que você nunca mais entraria na minha vida. […] E bom, você faz parte do que preciso e parte do que eu nunca pensaria que fosse minha. Você me deixa de pernas pro ar e confunde tudo… Mas, eu juro que eu não consigo viver sem você. E, olha, por mais idiota que eu tente ser, ou estúpida, fria… Sabe quando você precisa de uma pessoa de verdade, por tudo o que ela é? É assim que ela é ao meu respeito. Você é parte da minha felicidade, da minha vida. Você é parte de mim. E por mais que não pareça, eu vou te amar sempre. Até o fim. Nem que seja o nosso fim.” Rafaela Marques 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

quarta-feira, 5 de outubro de 2011


“Desculpa por ser a sua garota, ou talvez eu não devesse me desculpar por isso. Mas é que eu preciso muito de você. Aliás, de você e desse orgulho bobo que me faz pensar que você nunca mais entraria na minha vida. […] E bom, você faz parte do que preciso e parte do que eu nunca pensaria que fosse minha. Você me deixa de pernas pro ar e confunde tudo… Mas, eu juro que eu não consigo viver sem você. E, olha, por mais idiota que eu tente ser, ou estúpida, fria… Sabe quando você precisa de uma pessoa de verdade, por tudo o que ela é? É assim que ela é ao meu respeito. Você é parte da minha felicidade, da minha vida. Você é parte de mim. E por mais que não pareça, eu vou te amar sempre. Até o fim. Nem que seja o nosso fim.” Rafaela Marques 

Nenhum comentário:

Postar um comentário